Ensáios sobre Bistromática 1: A vida, o universo e tudo mais!


A vida, o universo e tudo maisÉ incrível como algumas coisas na vida nos fazem pensar em quão irracionais e não-absolutos são os números e o comportamento humano. Vendo alguns eventos recentes com alguns amigos e pensando sobre alguns planos pessoais sobre novos podcasts que não sei se terei tempo em realizar, percebi que Douglas Adams já falou sobre um possível caminho para resolver alguns desses problemas. É claro que a aplicação apresentada para esse caminho era a propulsão de naves transgaláticas (ou seja, capazes de atravessar a galáxia), mas talvez isso possa ser aplicado ao estudo do comportamento humano. Estou falando sobre a Bistromática.

Segundo o autor (em livre tradução minha), no livro A Vida, o Universo e Tudo Mais:

Bistromática é, em si, uma nova e revolucionária forma de compreender o comportamento dos números. Assim como a teoria da relatividade geral de Albert Einstein observou que o espaço não é um absoluto e depende do movimento do observador no tempo e que o tempo não é um absoluto e depende do movimento do observador no espaço, assim agora também percebe-se que os números não são absolutos, mas dependem do movimento do observador em restaurantes.

Mais adiante, ele explica um pouco da teoria sobre a bistromática:

O primero número não-absoluto é o número de pessoas para as quais a mesa foi reservada. Isso irá variar durante o curso dos três primeiros telefonemas ao restaurante e então terá nenhuma relação aparente ao número de pessoas que realmente aparece ou ao número de pessoas que subsequentemente juntam-se a eles depois do show/jogo/festa/trampo, ou ao número de pessoas que vão embora quando percebem que ninguém mais apareceu.

O segundo número não-absoluto é o tempo marcado de chegada, que agora é conhecido como sendo um daqueles conceitos matemáticos dos mais bizarros, uma recipriversexclusão, um número cuja existência só pode ser definida como sendo qualquer coisa além de si-mesmo. Em outras palavras, o tempo marcado de chegada é o único momento no tempo quando é impossível que qualquer membro do grupo chegue. Recipriversexclusão agora é uma parte vital em vários campos da matemática, incluindo estatística e contabilidade, e também forma as equações básicas usadas para construir o Campo do Problema de Outra Pessoa.

O terceiro e mais misteriosa peça de não-absolutidão de todos está na relação entre o número de itens na conta, o custo de cada item, o número de pessoas na mesa e o que cada um está preparado para pagar. (O número de pessoas que de fato trouxeram algum dinheiro é somente um sub-fenômeno nesse campo.)

E como isso é aplicado à matemática ou a qualquer coisa? O capitão da Starship Bistromath, Slartibartfast, explica: “No bloco de um garçom, os números dançam. Realidade e inrealidade colidem em um nível tão fundamental que um se torna o outro e tudo é possível“.

Talvez alguns exemplos possam ajudar a esclarecer alguns dos conceitos básicos da bistromática no nosso dia-a-dia, para podermos compreender um pouco o comportamento dos números (e, possivelmente mais tarde, o comportamento de algumas pessoas que, talvez, funcionem como números).

A primeira coisa que chama a atenção é o fato que a bistromática funciona com números não-absolutos. Segundo a teoria dos conjuntos que aprendemos na escola, todos os números são Complexos, divididos em números Reais e Imaginários (na realidade, o único número imaginário é i, ou a raiz quadrada de -1, ou em equação linear (-1)^(1/2)), e os números Reais em números Irracionais e Racionais, e estes em Naturais. Mas, a princípio, todos esses números são absolutos, ou seja, eles são o que são.

Números não-absolutos seriam números que não são aquilo que são ou números que aparentemente se comportam diferentemente daquilo que se pretendem ser. O primero número não-absoluto apresentado por Adams é o número de pessoas esperadas na reserva da mesa. É fácil perceber como isso é verdadeiro quando percebemos que nossos amigos convidados acabam trazendo outros amigos convidados ou alguns convidados não aparecem. O número de pessoas em uma reserva é sempre um número estimado, nunca um número absoluto.

O segundo número não-absoluto é o tempo marcado de chegada. Se o encontro é para as sete da noite, espere pessoas chegando horas antes e horas depois, mas praticamente ningué chegará às 19hs. Pessoas que se dizem pontuais e se gabam desse fato nunca são pontuais e sempre chegam antes do horário marcado. Outras pessoas são cientes do fato do número marcado de chegada ser uma recipriverexclusão (ou seja, qualquer coisa além de si-mesmo) e não se preocupam em chegar alguns minutos ou até mesmo horas atrasados, contanto que compareçam e marquem presença. Existem outros casos de recipriverexclusão fora de restaurantes, mas isso poderemos falar em outros posts.

O terceiro número não-absoluto é talvez o mais óbvio e o mais esquecido de todos e um que forma um fenômeno muito comum em bares e restaurantes. Por ser um número com uma explicação muito longa irei simplificá-lo como o termo de seu sub-fenômeno mais comum: o calote. O calote é o que mais acontece em bares e faz parte da dinâmica dos números. Dificilmente uma conta sairá exatamente como ela foi planejada. Sempre haverá uma falha na contagem de ítens ou até mesmo nas pessoas que os consumiram. E algumas pessoas tentam evitar o calote tantando evocar o conceito de “preço ou pagamento justo”, o que acaba aí sim reforçando ainda mais esse fenômeno bistromático não-absoluto.

Não sei se é possível explicar em poucas palavras e talvez seja necessário uma postagem exclusiva para explicar os conceitos detalhados da bistromática, mas ao menos deixo aqui esta singela introdução sobre o conceito que, com certeza, irei aprofundar em textos futuros. Se alguém tiver algum comentário a fazer sobre isso, fiquem à vontade para deixá-lo aqui no blog!

Comments (2)

  1. PriViotto

    Isso é sério? Choquei não fazia ideia da existência dessa teoria (aceitável para uma padawan) 😀
    Adorei, quero ler mais sobre o assunto.

    Beijos!

  2. Salocin

    Um viva para Slartibartfast!!!

Deixe um comentário