Fantasmas na escada


Fantasmas...Não é um conto, não é uma história, mas é baseado em fatos reais. Este foi um sonho que eu tive faz muitos e muitos anos. Eu devia ter no máximo seis anos de idade. Mas é um sonho que me persegue até hoje. Depois que o sonhei, nunca mais voltei a sonhá-lo, mas nunca mais me esqueci desse sonho…

Não sei se é o sonho mais antigo que tive do qual me lembro, pois tenho lembranças de outros sonhos da mesma época. Mas esses outros sonhos não voltam em diferentes formas para me assombrar. De certa forma, isso pode ser bastante comum, pois os sonhos revelam muito da nossa personalidade e da nossa vida, não só do que estamos vivemos ou do que vivemos antes, mas também do que podemos e vamos viver. Não estou aqui fazendo referência aos sonhos premonitórios, mas sim aos sonhos prospectivos.

Fonte: http://www.flickr.com/photos/batram/3790640613/Um sonho prospectivo é aquele que mostra as possibilidades de acontecimentos e o sonho vai apontar justamente para o evento mais provável de acontecer, caso sua vida continue da forma como está. É quase como uma previsão do tempo, um boletim meteorológico: se os ventos continuarem da forma como estão, se as correntes marítimas forem as mesmas, se a posição da Terra em relação ao Sol continuar, podemos prever como será o clima com certa segurança num período de dias, semanas ou até meses.

Um sonho prospectivo faz a mesma coisa. Mas o mais interessante é que muitas vezes ele nos mostra coisas que nos acompanharão durante muito e muito tempo. E foi isso que aconteceu comigo há mais de 20 anos atrás. Mas, vamos ao sonho:

Eu morava em um prédio. Na realidade era o síndico de um prédio. Os inquilinos desse prédio eram monstros dos mais variados tipos. (Muito tempo depois surgiu um desenho animado de monstros imaginários que moravam em uma casa, a Mansão Foster de Amigos Imaginários.) Não me lembro o que fazia, só sabia que eu me dava muito bem com todos os inquilinos. Às vezes me assustava, mas sabia que eles não fariam nada. Às vezes o elevador estava ocupado e precisava subir às escadas. E nas escadas moravam fantasmas. Mas, novamente, não eram fantasmas maus, nem queriam fazer mal. O mais engraçado era que eram fantasmas medrosos que, quando encarados, corriam de medo e se escondiam nas sombras dos corrimões. Então, se eu me sentia ameaçado pelos fantasmas que me seguiam enquanto subia as escadas, bastava me virar e enfrentá-los que eles sumiam.

Monstros não precisam ser assustadoresO sonho mostrou muitas coisas boas para uma criança de seis anos, como por exemplo, que eu não preciso ter medo dos meus monstros interiores – algo que realmente me foi útil durante minha infância – ou que eu posso enfrentar aquilo que me ameaça e conseguir me livrar sem grandes dificuldades. E eu me lembro que durante a infância, esse sonho foi uma grande referência para mim enquanto enfrentava minhas dificuldades pessoais.

Mas uma imagem dos sonhos me perseguiram até hoje e é algo do qual não consigo me livrar. E quanto mais eu penso sobre isso, mais vejo que essa imagem do sonho continua ainda real. Os fantasmas da escada que fugiam de mim quando os encarava ainda estão me perseguindo e sempre que tento enfrentá-los, eles fogem de mim.

Hoje em dia, esses fantasmas não são mais espectros dos meus sonhos, mas sim problemas reais, questões que me ameaçam e dos quais não consigo fazer nada, pois não dependem de mim resolver. E, por mais que eu queira resolver essas questões, por mais que eu as enfrente e as encare, elas fogem de mim, fogem do meu alcançe para resolvê-las. Os fantasmas voltam para as sombras da escada e eu continuo meu caminho sem enfrentá-los.

Mas ao mesmo tempo, o sonho me mostrou que eu posso continuar vivendo apesar de não conseguir enfrentar esses fantasmas e que provavelmente eles sempre estarão lá. Mas, a vida continua apesar dos pesares e, quando esses problemas ficarem muito ameaçadores, basta encará-los para ter um pequeno alívio e poder continuar o meu caminho…Fantasmas não precisam nos assustar

 

Next Post

Comments (2)

  1. Vitor Hugo

    Qual livro vc indica para ajudar em analise de sonhos ou exercício, método? Já tenho uns 5 cadernos só de anotação de sonhos aqui… alguns poucos parecem cheios de significados, mas a maioria parece só uma mistureba de tudo do dia anterior…

    Valeu!!

    o

  2. Ronaldo

    Ola professor Pablo! Gostei do que partilhou a respeito de seu sonho e como ele ainda lhe diz muito sobre sua trajetória de vida. Obrigado por partilhar a sua humanidade conosco. Um grande abraço!
    Fui aluno seu semestre passado.

Deixe um comentário