Resumo Essencial: História da Psicologia


Vamos relembrar um pouco da história da psicologia!Estamos chegando no final do ano letivo e preparei para meus alunos de História da Psicologia uma aula de revisão que resume essencialmente todo o conteúdo estudado no semestre. Para deixar as coisas mais dinâmicas e inclusive possibilitar que eles estudem depois para a prova – sem precisar ficar copiando cada linha de texto que passo – resolvi utilizar o Prezi e socializar a aula que preparei. Se existe algum outro aluno de História da Psicologia que queira revisar os principais fatos e nomes dessa ciência, convido-os a visitar esse slide.

Nele, incluí algumas reflexões sobre a história das ideias psicológicas (toda aquelas ideias que fazem referência à psicologia antes de seu nascimento como ciência), a história da psicologia científica e seus principais pensadores, um pouco de contextualização histórico-cultural, a história da psicologia no Brasil e um pouco de como se encontra a Psicologia na atualidade.

Vale lembrar que estou chamando de “Resumo Essencial” porque é justamente isso: um grande resumo com as informações essenciais. Percebi depois que finalizei tudo que não incluí as datas – no máximo, os períodos históricos. Mas, isso reflete um pouco a discussão de que a história vai além de conhecer datas e nomes: ela implica no reconhecimento dos fatos, evidências, contextos culturais e o reconhecimento das personalidades que foram importantes para a história – neste caso, para a história da Psicologia.

E também convido a quem encontrar qualquer problema na apresentação que comente abaixo. Assim posso sempre corrigir e melhorar essa mesma apresentação e deixá-la sempre atualizada para as futuras turmas e para os curiosos em história da Psicologia!

Comments (4)

  1. Julio Ito

    Excelente, Pablo!

    Sou estudante de psicologia e conheci seu trabalho procurando informações a respeito sobre Psicologia Analítica, e então encontrei seu site… depois comecei a ouvir os podcasts e gostei muito de suas explicações e textos, e desde então venho acompanhando seu maravilhoso trabalho! Recentemente ouvi o sensacional cast no mitografias e anticast sobre James Hillman… senti muito potencial na teoria dele e cheguei a comprar o livro “Entre Vistas” por causa desse cast, porém acredito que precise de mais conhecimento a respeito de Jung. Vc acha que para ler Hillman é necessária uma boa base junguiana ou pode-se começar com ele direto?

    Aproveitando o gancho, sobre os arquétipos… Estava um dia desses em devaneios sobre as diversas abordagens psicológicas… Para efeitos didáticos, a beeem grosso modo, poderíamos dizer que as diversas abordagens psicológicas são as possíveis imagens do arquétipo da Psicologia?

    Parabéns pelo ótimo trabalho!

    Abraços,

    Julio Ito

    • Olá, Julio!
      Para se ler Hillman é possível começar direto com ele… porém, por vezes ele possui uma linguagem mais hermética – o que uma boa base de estudos junguianos ajuda a compreender. Porém, outras vezes ele possui uma visão tão diferente que o conhecimento junguiano e pós-junguiano chega a atrapalhar… Aventure-se! Qualquer coisa, estamos por aqui para ajudar…

      Aproveitando, sobre os arquétipos… não saberia dizer se podemos falar de um arquétipo da psicologia, como se a psicologia fosse um padrão de probabilidade de comportamento presente universal e atemporalmente em todas as culturas… A psicologia acaba por ser um símbolo que agrega uma série de possibilidades… mas não diria que ele seria um arquétipo…
      Abraços!

  2. Julio Ito

    Pablo, obrigado pelas elucidações!

    Ouvi há algum tempo os casts do PsicoLog e lembrei (ou alucinei) que vc chegou a mencionar que faria uma leitura do livro Psicologia do Inconsciente com comentários e tudo mais. Vc ainda tem intenção de fazer esse projeto? Seria demais!

    Abraços!

    • Eu tenho esse plano sim! Principalmente porque tenho vários alunos deficientes visuais e eu adoraria poder compartilhar esse estudo com eles… mas por enquanto, minha falta de tempo impede que eu prossiga com esse projeto específico… mas em breve, aguarde!

Deixe um comentário