Archives for : Jung e psicologia analítica

Jung e a Psicanálise de Freud


Carl JungDepois de se formar em medicina, fazer os testes de associação de palavras e Bleuler recomendar o livro de Freud, Jung então releu A Interpretação dos Sonhos (sim, porque ele lera o mesmo livro no ano de seu lançamento, porém não consegui compreendê-lo) e no ano de 1906 começou a corresponder-se com o médico austríaco a respeito de seu trabalho. Ambos trocaram cartas até se encontrarem pessoalmente no ano seguinte, quando começaram uma amizade que duraria por anos. Esse primeiro encontro foi marcante e durou mais de 13 horas seguidas de conversas e trocas de idéias que começaram a moldar o rumo da psicanálise.

Jung então começou a estudar e a praticar a psicanálise freudiana e ajudou a desenvolver alguns de seus principais conceitos, como a contra-transferência, e a definir alguns de seus princípios éticos, como a obrigatoriedade de análise para os analistas. Mesmo trabalhando perto de Freud e sendo considerado seu “príncipe herdeiro”, Jung continuou com suas pesquisas, inclusive sobre áreas que Freud iniciara sua pesquisa mas sem aprofundar-se: os Arquétipos e o Inconsciente Coletivo, teoria que teve sua representação na psicanálise freudiana como o conceito das heranças arcaicas.

Continue Reading >>

Uma introdução à psicologia junguiana


Carl JungSão várias as escolas de pensamento na psicologia. São tantas que chega ser muito difícil classificar todas elas ou ao menos listá-las. É claro que algumas têm mais influência do que outras ou possuem mais “adeptos”, mas de uma forma geral, todas possuem o seu mérito.

Na verdade, fica complicado dizer quais são as diferentes psicologias ou quais são as mais importantes ou quais delas apresentam mais resultados, porque pra cada uma dessas questões existem vários pontos a serem analisados. O importante, na verdade, é conseguirmos ver o que cada uma delas tem a contribuir para a área da psicologia como um todo ou, principalmente, o que cada uma dela fala para cada profissional da área.

Continue Reading >>

Nossa amiga, a Sombra


Nossa sombraA Sombra é um dos conceitos mais importantes da teoria junguiana, ou seja, do psicólogo Carl Gustav Jung que desenvolveu a linha psicológica que conhecemos como Psicologia Junguiana ou Psicologia Analítica ou Psicologia Complexa… Sim, são vários nomes para uma mesma teoria, o que mostra sua diversidade de entendimentos.

A Sombra é um dos conceitos centrais presentes em praticamente todas as formas de se compreender a psicologia de Jung, mas, novamente, cada forma tem uma maneira diferente de compreendê-la. Vou aqui descrever como eu a concebo.

A Sombra é a parte mais obscura da nossa psique (psique não é mente. Em breve vou escrever sobre como mente e psique são dois conceitos diferentes e sobre como eu não acredito em “mente”). Ela recebe tudo aquilo que não aceitamos como parte da nossa personalidade ou “identidade” ou “Ego”, chamado de “Complexo de Eu”. Aqui vale uma breve explicação sobre o que é complexo:

Continue Reading >>