Archives for : Aparelhos e Gadgets

Uma breve reflexão sobre o Narciso Moderno


O Narciso ModernoO mito do Narciso é muitas vezes utilizado para ilustrar o que chamamos – graças à psicanálise – de Narcisismo. Comumente, relacionamos ao narcisismo o mesmo que egoismo ou então preocupar-se muito com a própria imagem. No mito grego, Narciso era um jovem que foi condenado, devido à sua arrogância, a apaixonar-se por sua própria imagem. Só que as pessoas só conhecem o lado de “Narciso era apaixonado por si mesmo” e usam isso para falar a respeito de pessoas que não conseguem ver além dos próprios umbigos, ou daqueles que se prendem muito em suas imagens virtuais nas Redes Sociais.

Só que o mito fala muito mais do que isso e o que o mito complementa sobre Narciso pode muito bem nos ajudar a compreender o Narciso Moderno.

Continue Reading >>

Viciados em Celulares


Selfie no Oscar 2014Celulares e Smartphones já fazem parte do cotidiano do brasileiro. Não sabia da profundidade dessa realidade até entrar em contato com o trabalho de uma professora durante meu mestrado em comunicação e linguagens que havia feito sua pesquisa de doutorado justamente sobre isso. A professora doutora Sandra Rubia da Silva escreveu a tese entitulada Estar no tempo, estar no mundo: a vida social dos telefones celulares em um grupo popular, onde ela explora o cotidiano de uma comunidade popular e sua relação com aparelhos de telefone celular.

Ela nos mostra uma realidade bem interessante que, mesmo uma comunidade onde seus habitantes não possuem tanto poder aquisitivo, o aparelho celular – geralmente os mais simples – já fazem parte de seu cotidiano. Os aparelhos mais modernos nos permitem realizar várias atividades complexas, comparáveis a muitos computadores pessoais, porém, mesmo os mais simples com recursos limitados como ligações e mensagens, conseguem integrar essa comunidade em várias dimensões, como as relações de gênero e e de gerações, na apresentação de si e até na participação religiosa da comunidade. Esse último, me recordo, os membros de uma igreja local compartilhavam diariamente por mensagens versículos a outros membros, como forma de expandir sua vivência religiosa.

Continue Reading >>

Como recuperar as músicas perdidas no seu iPod


Depois de escrever sobre como funcionava o iPod e descrever o que descobri quando tive erros no meu iPod classic G7 de 8oGb, recebi vários pedidos de pessoas que tiveram os mesmos problemas. Então comecei a trabalhar num texto este que estão lendo) sobre como recuperar esses dados perdidos.

Antes de tudo, é necessário perceber os sintomas, porque esta solução que vou apresentar aqui só vai funcionar para este caso específico. Muitas vezes pode acontecer que o seu iTunes abra e não reconheça o banco de dados porque está corrompido por algum motivo. Como aconteceu comigo da primeira vez: estava usando normalmente meu iPod e logo em seguida, liguei-o ao computador e acessei o iTunes. Quando o programa abriu, ele não reconheceu o iPod e disse que ele estava corrompido, precisando ser formatado. Naquele momento eu tinha aproximadamente uns 20Gb de músicas e filmes na memória do iPod e menos de 10 Gb livres no meu computador.

Uma coisa que aprendi com isso: o iTunes parte do pressuposto que você guarda todas as músicas no seu HD e na sua biblioteca do iTunes. Mas acontece que minha biblioteca de música era o iPod! Ele ainda funcionava como HD externo, e tinha mais ou menos uns 15Gb de backup que conseguia acessar, então o HD ainda estava funcionando. Procurei na internet e só encontrei alguns fóruns onde pessoas descreviam o mesmo problema onde a solução era formatar o iPod. Só que isso ia representar dois problemas pra mim: eu ia perder minha biblioteca de músicas e ia perder meus backups que estavam lá também.

Fucei um pouco mais e achei um artigo em inglês explicando como resolver esse problema e descobri que tudo não se passava de um problema no banco de dados do iPod! então, agora, vou explicar como recuperar o banco de dados.

A primeira coisa que você tem que fazer é liberar seu Explorer para ver arquivos invisíveis no seu iPod. Depois disso, você deve fechar o iTunes (caso ele esteja aberto). O próximo passo deve ser feito com o iTunes fechado. Em seguida, você deve encontrar o caminho /Volumes » iPod_name » iPod_Control » iTunes no seu iPod e lá você vai encontrar o arquivo iTunesDB corrompido, que deve então ser deletado. Logo em seguida, você deve abrir seu iTunes.

Ao fazer isso, ele abrirá normalmente e mostrará que a biblioteca do seu iPod está vazia. Pelo menos ele não mostrará mais o aviso de erro pedindo pra você formatar o iPod e perder todos os dados lá. Seu próximo passo é refazer esse banco de dados. Essa é a parte trabalhosa do seu trabalho, porque você vai encontrar nada menos que 50 pastas diferentes com suas músicas. Se você então procurar pelo caminho /Volumes » iPod_name » iPod_Control » Music as pastas F00 a F49, você deve adicionar todas as músicas de cada uma dessas pastas. Lembre-se que você deve adicionar os arquivos/ficheiros e não pastas. Isso é um pouco trabalhoso, eu admito, mas é a única forma que conheço para fazer isso. Você deve arrastar os arquivos do seu Explorer direto para seu iPod no iTunes.

Uma coisa que você deve atentar é que provavelmente você estará mexendo com uma quantidade muito grande de arquivos (dos vários Gbs de músicas) num sistema relativamente frágil que é do iPod, é capaz que ele esquente muito caso você tente fazer as coisas muito rápido. Eu sugiro que você faça mais devagar e talvez dar uma pausa depois da 20ª pasta.

Pronto! Todo esse processo reconstruiu o banco de dados do seu iTunes. Eu sugiro que, logo que você acabe esse processo, desabilite no Explorer o acesso aos arquivos e pastas invisíveis, pois descobri depois que mexer neles enquanto o iTunes está ligado pode danificar novamente o banco de dados. Tomando esses cuidados, você poderá muito bem voltar a usufruir dos prazeres que só o seu iPod pode dar a você.

Como funciona o seu iPod


Eu já perdi as músicas de meu iPod. Aconteceu comigo não uma, mas três vezes e hoje aconteceu com um amigo meu. Ele me perguntou no Twitter e eu não sabia explicar em 140 caractéres porque o processo é meio longo. E quando aconteceu, foi uma ótima oportunidade pra fuçar o gadget e descobrir como ele funciona.

Quando isso aconteceu comigo, eu entrei em pânico. Se não me engano, aconteceu quando eu desliguei meu iPod Classic 7G de 80Gb sem ejetá-lo antes. Não imaginei que ia dar algum problema, mas quando liguei o iPod, vi que não havia nenhuma música nele. Nenhuma das mais de 4000 músicas e quase 10Gb estavam lá. Simplesmente sumiram!

O iTunes tem um sistema muito interessante pra você lidar com isso, que é sincronizar sua biblioteca do iTunes com seu iPod. Porém, no meu caso, isso não ia servir. Eu coloco as músicas no iPod, faço backup delas em CD ou DVD e depois apago do meu HD para ter mais espaço pra mais músicas. Então, se eu fosse manualmente pegar quase 40 CDs de MP3 que eu tenho pra colocar tudo de novo no PC pra depois colocar na biblioteca do iTunes e depois colocar no meu iPod, eu ia ficar louco!

Então, eu liguei meu iPod no PC pra ver se encontrava alguma coisa e o que encontrei me deixou intrigado: parece que os dados em si não haviam sido perdidos, só a lista de músicas, o banco de dados parecia haver se corrompido. Liguei novamente o iTunes e confirmei isso. No iTunes, ele mostra em cores diferentes os diferentes dados armazenados no seu iPod, que podem ser música, vídeos ou dados.

No meu caso, eu tinha quase 10Gb de músicas, menos de 1Gb de vídeos e uns 10Gb de dados (basicamente backup de documentos e filmes) e ainda tinha uns 50 a 60 Gb livre. Antes desse problema acontecer, eu via sempre no iTunes as diferentes cores, mas depois disso, aparecia uma barra com mais de 20Gb de dados. Isso me deixou intrigado e pensando se as músicas ainda estariam lá.

Entrei na internet e encontrei alguns fóruns com pessoas dizendo que isso acontecera com elas e que o que elas fizeram foi reformatar o iPod e recolocar as músicas lá. Mas eu não queria fazer isso e sabia que tinha que haver alguém que já passara por isso e soubesse como resolver! Então eu procurei mais. Não me lembro agora as palavras chave que usei, mas eu demorei pra encontrar. Mas quando encontrei, vi que era a minha salvação.

A solução que o blogueiro americano encontrou era bem complicada, mas aparentemente resolvia o problema sem que me desse trabalho com backups. Mas antes, vamos entender um pouco a dinâmica do iPod (que eu aprendi após fuçar no aparelho).

O iPod basicamente é um HD (desses de notebook) acoplado a um visor e um botão de navegação sensível ao toque com um programa de leitura e execução de arquivos de mídia. Seria como você ligar um Winamp (ou o iTunes, no caso) num pendrive ou num HD externo que tenha um touchpad. Mas ele não funciona como os outros players de MP3, que você simplesmente armazena as músicas e ele reconhece a extensão e toca. O iPod lê a partir de uma biblioteca ou banco de dados criado pelo iTunes no seu computador. E é aí que está o segredo.

Pra você poder ouvir as músicas no seu iPod, você precisa que as músicas sejam colocadas nele através do iTunes (dizem que existem outros programas que fazem isso, mas eu não conheço e nunca tentei). Por isso, a Apple recomenda que você sincronize seu iPod com o iTunes. Dessa forma, sempre que você modificar sua biblioteca do iTunes (seja acrescentando novas músicas ou apagando antigas que você não gosta mais), seu iPod irá ter as mesmas músicas sem que você tenha trabalho pra fazer isso manualmente. Assim, seu iPod vai ser o seu iTunes portátil.

Pessoalmente, eu não gosto da opção de sincronizar o iPod, principalmente se ele for um Classic com mais de 40Gb. Sincronizar um aparelho desses com o iTunes é você perder todo o sentido de ter um aparelho com grande capacidade de armazenamento. No meu caso, eu tenho um HD de 80Gb e todas as músicas que eu coloco no iPod, eu deleto da máquina e ouço só no iPod. Inclusive, se eu quero ouvir no PC enquanto trabalho ou em qualquer outro momento, eu simplesmente conecto no PC e ouço via iTunes.

E por que tem que ser via iTunes? Porque quando você abre seu iPod pelo Explorer, por exemplo, você não encontra as músicas lá! É uma forma que a Apple encontrou para proteger o conteúdo do iPod. Você pode colocar as músicas lá usando o iTunes, mas as músicas não podem ser copiadas de lá para nenhum outro lugar. Mas mesmo assim, elas estão lá. Como o iPod faz isso?

Basicamente, quando você passa as músicas do seu iTunes pro iPod, o programa copia os arquivos de música, sejam eles de MP3 ou M4A ou qualquer outro formato aceito (como MP4 para vídeos) aleatoriamente em 50 pastas diferentes. Ao fazer isso, ele cria um banco de dados com acesso via iTunes ou iPod. Assim, esses programas só precisam acessar o banco de dados pra saber quais músicas estão lá e quando elas forem executadas, só então o HD irá funcionar para tocá-las no endereço correspondente (que está no banco de dados). É um sistema bastante inteligente, que poupa a vida útil do HD. Mas traz em si o problema que se o banco de dados for corrompido por qualquer motivo, você não consegue mais acessar as músicas, que ficarão perdidas.

Nessa minha aventura, e com a dica daquele blog americano (que não consegui encontrar novamente), descobri isso. E descobri que a Apple não quer que você saiba disso. Como? Se você abrir seu iPod pelo Explorer, você não vai encontrar nenhuma dessas 50 pastas que mensionei! Mas onde estão? Escondidas. Sim, escondidas. Talvez a Apple tenha feito isso pra proteger o conteúdo do iPod contra ataques ou pra proteger os direitos autorais dos arquivos comprados via Apple Store.

E tudo que o iPod faz, ele faz via um banco de dados de músicas e filmes e podcasts e todos os outros arquivos que têm na memória do aparelho.  E como a única forma de você editar ou alterar o banco de dados é via iTunes, ele é um gadget relativamente seguro. Mas, se acontecer alguma coisa, como você desconectar o iPod sem ejetar o gadget, o banco de dados pode ser danificado, e você não mais encontrará o seus arquivos no iPod. Mas existem formas, como eu mesmo encontrei, de contornar isso sem que você precise formatar o iPod e colocar todas as músicas de novo no aparelho. Mas isso fica para um próximo post!

Espero que tenha sido útil. Se for, por favor comentem. Se não for, comentem do mesmo jeito!

😀