Archives for : Podcast e Podcasting

Oficina de Podcast Módulo 2 – Produção


Oficina de Podcasts!No último sábado apresentei o segundo módulo de uma oficina de Podcast organizada pelo SESC Curitiba. E por que eu só anunciei agora? Quer dizer que já se foram dois módulos dessa oficina e só agora estamos sabendo disso? Pois é… Aconteceram diversos problemas pessoais e acabei me enrolando com a divulgação do evento. Mas, antes tarde do que nunca, certo?

A oficina foi muito boa, por sinal, e antes de tudo, eu adoraria ter gravado as três horas do evento e poder distribuí-lo aqui no formato de podcast! Porém, devido a problemas técnicos e falhas na bateria da mesa de som, infelizmente, só consegui gravar os minutos iniciais da oficina e não consegui o material para disponibilizá-lo aqui. Mas, mesmo assim, ainda tenho os slides com o material básico do segundo módulo da oficina para disponibilizar aqui. Por mais que na maioria dos slides só contenha algumas palavras chave para orientar a nossa conversa, ao final deixo uma lista de vários artigos e episódios do Metacast com informações realmente úteis para podcasters iniciantes. Ao mesmo tempo, esses links são de relevância para prepararnos para o terceiro e último módulo dessa oficina!

Neste módulo, iremos produzir um podcast. Ele será curto – devido as limitações de tempo da oficina, mas terá a colaboração de todos os participantes, onde aprenderemos alguns truques do Audacity e colocaremos em prática muito do material estudado no segundo módulo. Então, caso você more em Curitiba e tenha interesse em participar do terceiro módulo da Oficina de Podcast, compareça dia 3/8/2013 no SESC do Paço da Liberdade às 14hs e construa conosco essa experiência!

O Imaginário do Rádio e o Podcast


Como podemos imaginar o podcast?Um tema inusitado, mas tem tudo a ver com a minha dissertação de mestrado que tem justamente esse tema: o imaginário do podcast. Não estou tratando exclusivamente do podcast ou do podcasting em si enquanto mídia, mas sim do que nós usuários dessa mídia – produtores e consumidores – conseguimos imaginar dela e criar com ela. A minha base de partida foram os trabalhos já realizados sobre o imaginário do rádio, dentro de uma área de pesquisa do imaginário.

Então, baseado nessas pesquisas resolvi imaginar o podcast. Quais seriam suas características e potenciais? Como podemos imaginar sua produção? E o principal: onde poderemos chegar com essa mídia? Essa é a base da minha pesquisa. E o artigo que publiquei no final do ano passado, no nº 9 da revista Comunicologia da Universidade Católica de Brasília, trata um pouco sobre esse tema, focando mais nos trabalhos clássicos sobre imaginário do rádio e como isso se relaciona com o podcast. Para quem se interessar, aqui vai o resumo:

Este artigo propõe visualizar o imaginário do podcast a partir dos estudos clássicos do imaginário do rádio. Como ambos se assemelham pela transmissão de áudio à distância, existem elementos de comparação. Ao mesmo tempo, encontram-se elementos de diferenciação. Baseado em Bachelard, Arnheim e McLuhan e seus interlocutores, constrói-se a relação do rádio e do podcast com o inconsciente, a visualidade e a tecnologia. Conclui-se que ao se perceber o imaginário do podcast consegue-se visualizar suas potencialidades e possibilita-se imaginar o que há de único no podcast.

Caso você tenha se interessado e queira baixar e ler o artigo na íntegra, basta baixar no link ao final do texto. E, se você for acadêmico e quiser citá-lo, fique à vontade!

 

PsicoLog 01 – Podcasting na ABCiber


PsicoLog Podcast 01 - Podcasting na ABCiberEste é o primeiro episódio oficial do PsicoLog Podcast, um podcast de psicologia, tecnologia e tudo mais apresentado por mim, Pablo de Assis. E como havia prometido no episódio piloto, aqui está a apresentação feita por Lucio Luiz, Déborah Salves e eu no IV Simpósio da ABCiber nos dias 1, 2 e 3 de novembro de 2010 sobre podcast, entitulado “O podcast no Brasil e no mundo: democracia, comunicação e tecnologia“. O texto integral do nosso trabalho está abaixo, mas disponibilizarei os outros arquivos comentados mais tarde em um único pacote. E não se preocupem, pois já tenho preparado outros episódios onde tratarei de psicologia e não só sobre podcasts. =)

Duração: 74 minutos.

Mandem E-mails

Mande e-mails e recados de voz para [email protected] com dúvidas, contribuições, elogios, críticas, perguntas, sugestões e qualquer outra coisa que você queira enviar. Toda mensagem será muito bem-vinda!

Assinem o nosso feed

Se você quiser, você pode baixar este e todos os episódios do PsicoLog Podcast  assinando o nosso novo feed pelo seu agregador de feeds favorito, copiando o endereço http://pablo.deassis.net.br/category/podcasts/psicologpod/feed/. Caso você tenha o iTunes instalado e quer assinar diretamente no iTunes, basta clicar neste link: itpc://pablo.deassis.net.br/category/podcasts/psicologpod/feed/.

Assine o Feed do PsicoLog Podcast

PsicoLog 00 – Podcasts, Podcasting e outros podcasts


Psicolog Podcast 00 - Podcasts, Podcasting e outros podcastsEste é o episódio piloto do PsicoLog Podcast, meu podcast pessoal sobre psicologia, tecnologia e tudo mais! Neste primeiro episódio eu falo um pouco sobre o que é um podcast, minha história com essa mídia e cito também alguns podcasts que produzo, participo e alguns que fui convidado este ano de 2010. Caso você não saiba o que é um podcast, basta acionar o player ao final deste post e ouvir do que se trata!

Duração: 30 minutos

Podcasts citados neste episódio:

Mandem E-mails

Mande e-mails e recados de voz para [email protected] com dúvidas, contribuições, elogios, críticas, perguntas, sugestões e qualquer outra coisa que você queira enviar. Toda mensagem será muito bem-vinda!

Assinem o nosso feed

Se você quiser, você pode baixar este e todos os episódios do PsicoLog Podcast  assinando o nosso novo feed pelo seu agregador de feeds favorito, copiando o endereço http://pablo.deassis.net.br/category/podcasts/psicologpod/feed/. Caso você tenha o iTunes instalado e quer assinar diretamente no iTunes, basta clicar neste link: itpc://pablo.deassis.net.br/category/podcasts/psicologpod/feed/.

Assine o Feed do PsicoLog Podcast

Mitologia, tecnologia e tudo mais na Campus Party!


A semana ainda não acabou na Campus Party, mas muita coisa já aconteceu. Além de reencontrar e conhecer velhos amigos, consegui passear um pouco na cidade com o pessoal do Papo de Gordo e fazer um pouco de festa, além de conversar com amigos, me divertir e gravar podcast.

Eu vim para a Campus Party com o objetivo de alimentar e movimentar o Campus Metacast, uma iniciativa minha e de Eduardo Sales Filho para agregar em um só lugar todos os podcasts lançados durante esta semana na Campus Party. E acredito que até agora estamos fazendo um bom trabalho. Até quinta-feira no momento que estou escrevendo este post são 15 podcasts lançados no feed do Campus Metacast, e eu sei de fato que teremos muitos mais podcasts lançados até o final da Campus Party.

Continue Reading >>

Resposta a: “O que é o troço podcast…”


A Mafê Mellancia fez um post um tanto quanto polêmico justificando porque ainda é válida a associação entre Podcast e Rádio. Se quiserem conferir o que ela escreveu, cliquem aqui.

Então eu começei a escrever uma resposta e vi que ela estava um tanto quanto grande e resolvi transformá-la em um post aqui. Então, vamos lá!

====

Sei que não faço podcast a tanto tempo quanto a Mafê ou quanto tantos daqueles que estão aqui… Mas desde que me conheço por gente, sei que sou muito crítico com as palavras, porque sei que uma palavra dita errada é muito mais difícil de corrigir do que uma pedra lançada… Então vamos lá!

Realmente, a analogia entre rádio e podcast é quase inevitável. Mas isso é só porque ambos se tratam de audio e nada mais. Podcast é audio. Rádio é audio. Ambos envolvem a transmissão (casting). Logo, pode-se associar ambas, certo?

Churrasco é comida. Salada é comida. Ambas se compram em restaurantes. Logo, pode-se associar ambas? Bem, os vegetarianos vão discordar veementemente e os mais radicais vão dizer que carne não é comida, é crime. E os carnívoros também vão discordar, dizendo que só salada não alimenta nada e que é necessário as proteínas encontradas somente nas carnes, logo só salada não é comida.

O problema dessas associações é a supersimplificação dos objetos associados e comparados. E o problema nesta associação entre rádio e podcast começa quando analisamos o ponto em comum entre ambos: o audio. Podcast é audio? Não! Podcast é um meio pelo qual arquivos de mídia são transmitidos! Uma mídia em podcast pode ser em audio? Pode, como também pode ser em vídeo, conhecido como videocast ou “podcast de vídeo”, como também pode ser um arquivo PDF ou fotos em JPEG, já que o formato da mídia não importa, o importante é o meio pelo qual é transmitido…

A Mafê já disse lá em cima: “Podcast é a forma que o seu áudio é distribuído e recebido”, e eu ampliaria que não é só pra audio, mas pra qualquer mídia. O iTunes recebe arquivos em audio e vídeo, mas imagino que outros coletores possam receber outras formas de mídia também. E essa forma é através de uma assinatura de um feed.

Oras, se podcast não é o arquivo de audio, mas a forma como ele é recebido, vale ainda a associação entre podcast e rádio? A forma que ambos são recebidos é completamente diferente! Podcast é via podcast, rádio é via ondas de rádio. Um é via internet e coletado num coletor de feeds, outros é via ondas mecânicas e coletado num aparelho de rádio. Um requer assinatura e dá ao ouvinte o poder de ouvir quando quiser, outro basta ligar o aparelho, sem assinar e só sintonizar e deixa o ouvinte passivo pra escolher as músicas e programas a ouvir e quando ouvi-los. Eu sinceramente acho que as diferenças entre podcast e rádio são maiores do que as semelhanças…

Já que a gente define podcast pela forma como é transmitida, por que não associar podcast com algo que é transmitido da mesma forma: uma assinatura. Assina-se o feed para ouvir podcast. Então, podemos associar podcast a uma revista que você assina! Quando me perguntam o que é podcast eu digo que é como uma revista em audio pela internet que você faz uma assinatura e recebe em casa sempre que é lançado sem precisar se preocupar com isso. Então eu ensino como a pessoa pode assinar um podcast. E acreditem: não é difícil usar essa associação!

Eu prefiro associar o podcast à assinatura de uma revista do que associar à transmissão de rádio. E isso nos dá ainda a possibilidade de desassociar o podcast somente ao audio e nos permite abrir à definição para qualquer arquivo de mídia! Se pegarmos as definições de dicionário ou da wikipedia sobre podcast, todos vão se referir a arquivos de mídia e não somente de audio…

E realmente, se queremos expandir o conceito de podcast, se queremos amadurecer enquanto podcasters, então acho que devemos também deixar de associar essa mídia a outras que não vão ajudar nesse amadurecimento. Existem outros caminhos melhores e cabe a nós tentarmos descobrir qual é!

E essa é a minha opinião. My 2 cents…

ADD Especial de Natal


Estava eu passeando pelo Twitter quando vejo o anúncio do ADD Especial de Natal, do Maestro Billy, presidente da ABPOD (Associação Brasileira de Podcast). Então, como sempre, resolvi dar uma olhada no set list e gostei do que vi! Tem nomes como Elvis Presley, Frank Sinatra e Eagle! E estou ouvindo agora pela terceira vez, já que a seleção foi excelente! E como diz o próprio Maestro Billy, a seleção é bem melhor do que aqueles CDs que as tias velhas trazem pra tocar na ceia de natal. Ele inclusive deixou as vinhetas do ADD mais baixas justamente pra que você possa tocar na ceia de natal sem problemas…

Eu tomei a liberdade de colocar o player desse episódio aqui no Então, Veja Bem… Espero que o Maestro Billy Não se encomode com isso! É que eu realmente gostei! =D

Se vocês quiserem ver o set list brilhantemente montado, visitem o Blog do Maestro Billy.

Comentário ao Eddie Silva


Eddie Silva, criador do Prêmio Podcast e grande difusor dos podcasts, comecou uma polêmica em seu blog sobre o amadurecimento dos podcasters e a possibilidade dos podcasters em ganhar dinheiro. Eu tenho a minha opinião e comentei lá. Mas mesmo assim, quero deixar aqui registrado para a posteridade o que eu acho disso tudo:

Salve, Eddie!

Bem… eu já passei minha opinião pessoal pra vc via Twitter, mas mesmo assim, gostaria de expor um pouco mais dela aqui, já que tenho mais de 140 caracteres pra isso 😉

Eu sou a favor dos podcasts comerciais. Fato. Todos os meus colaboradores do Nerd Curitibano e do NerdExpress sabem disso e não escondo de ninguém. Tento fazer tanto um blog quanto um podcast de qualidade justamente para conseguir captar leitores e possíveis clientes. Mas nada disso importa se o mercado não está preparado pra esta mídia.
Recentemente, junto ao PodCon aqui em Curitiba, aconteceu o Fórum de Mídias Digitais Sociais. E lá eu pude ver que a realidade das mídias digiais sociais, os blogs, as redes de relacionamento e, por que não, os podcasts, ainda estão muito imaturos nos olhos das grandes corporações. Vi diversos cases que ilustram isso, tanto de empresas que souberam usar a Web2.0 quanto daquelas que se apavoraram e simplesmente retiraram campanhas caríssimas devido à má divulgação nos blogs.

Como que, aqui no Brasil, podemos mostrar justamente a esses clientes que não conhecem internet, não sabem o que são podcasts, que pensam que blogs são coisas de criança, que é vantajoso divulgar em podcasts? Recentemente no Jornal da Globo saiu uma reportagem cuja chamada era, “Você sabe o que é um blogueiro? Saiba como ganhar dinheiro sem sair de casa”… e na matéria basicamente mostrou algumas pessoas (adolescentes quase) que ganham uns R$100 a R$300 por mês com seus blogs pra gastar nas baladas e o Interney e o exemplo da Pólvora! Como assim, “ganhar dinheiro sem sair de casa” e mostrar a Pólvora? E o pior: ignorar os verdadeiros probloggers como o Bobagento pra mostrar jovens que ganham suas mesadas pelos blogs? E o pior foi a chamada! “Você sabe o que é um blogueiro?” Só faltava completarem com frases (q foram jogadas no twitter) como “É de comer?” ou “Olha, mãe, um blogueiro! Posso tocar?” E tudo isso pelo simples fato que na nova novela da globo haverá um personagem que é blogueiro. Como podemos, com um mercado desses, mostrar que uma mídia como o podcast funciona e é um canal viável de publicidade?

Eu realmente admiro sua iniciativa e sua vontade de montar essa agência pra podcasters. E saiba que, se você realmente abrir, eu vou ser um dos seus primeiros clientes! Eu vejo um futuro muito promissor nisso, mas tem certas horas que eu tenho que ser realista: por mais que os podcasters venham a amadurecer, será que o mercado brasileiro está pronto pra eles? Eu quero pensar que em um futuro muito breve poderemos chegar nesse ponto. De verdade. Mas realmente não sei se o problema está na maturidade dos podcasters brasileiros ou com a maturidade do mercado brasileiro.

O Vanassi tem razão em um ponto: tem gente que faz podcast por diversão e a internet propicia isso. Tem gente que faz blog por diversão e tem gente que vive disso, como o Interney, o Bobagento, o Jurandir do Rapadura e o Jovem Nerd, só pra citar alguns. O bom da internet é que ele é um espaço que possibilita tudo isso. Eu vejo que em breve teremos os podcasts profissionais e os não profissionais. Se bem que já existem alguns podcasts profissionais…

Mas, realmente precisamos amadurecer, não só o mercado mas também nós podcasters. Sinto que, nesse sentido, ainda somos crianças querendo brincar de podcast, como quando eu era criança e brincava de fazer programas de rádio com o toca-fitas de casa. Mas, da mesma forma, não adianta você pedir pra essa criança que ela transforme essa brincadeira num negócio de sucesso, que administre, além das gravações e edições e postagens nos blogs, os anúncios, patrocinadores e toda a administração financeira que isso vai acarretar! É um belo de um desafio e sinto que, agora, só precisamos de pessoas como você, que sabem como fazer isso, que tomem a iniciativa! Tenho que admitir que eu estou tentando mesmo. Tento fazer uma periodicidade no meu podcast, tento criar uma identidade nele, tento respeitar os meus ouvintes sempre comentando seus emails e comentários, enfim. Mas mesmo assim, tenho que admitir que estou só engatinhando. Descobri o que são podcasts apenas em 2008 e já consegui ver todo o potencial dessa midia! Só precisamos descobrir como…

E repito: se você for montar essa agência, fique tranquilo que eu serei um dos primeiros a querer participar disso com você!

Parabéns pela iniciativa e pela coragem em divulgar tudo isso! Abraços!

Pablo.