Archives for : Redes Sociais

Uma breve reflexão sobre o Narciso Moderno


O Narciso ModernoO mito do Narciso é muitas vezes utilizado para ilustrar o que chamamos – graças à psicanálise – de Narcisismo. Comumente, relacionamos ao narcisismo o mesmo que egoismo ou então preocupar-se muito com a própria imagem. No mito grego, Narciso era um jovem que foi condenado, devido à sua arrogância, a apaixonar-se por sua própria imagem. Só que as pessoas só conhecem o lado de “Narciso era apaixonado por si mesmo” e usam isso para falar a respeito de pessoas que não conseguem ver além dos próprios umbigos, ou daqueles que se prendem muito em suas imagens virtuais nas Redes Sociais.

Só que o mito fala muito mais do que isso e o que o mito complementa sobre Narciso pode muito bem nos ajudar a compreender o Narciso Moderno.

Continue Reading >>

Grupo de Estudos Virtual – a Psicologia do Inconsciente


Carl JungFaz algum tempo iniciei uma prática que há muito queria voltar a fazer: grupos de estudo com meus alunos. Iniciei a estudar assim na época da graduação em psicologia, quando reunia colegas interessados em estudar Psicologia Analítica e liamos juntos alguns textos. Na mesma época, estudava fora da faculdade em cursos direcionados por psicólogos junguianos. Foi nesses estudos que descobri o livro Psicologia do Inconsciente de Carl Jung.

A princípio, esse livro pareceu-me bastante completo, com conceitos pontuais e explicações bastante práticas sobre várias questões referentes à teoria junguiana. Acabei até utilizando várias de suas citações no corpo do meu TCC sobre o feminino sombrio. Mas o melhor desse livro não era nem a facilidade de compreensão de seu texto, mas sim algo que fui descobrir depois de algum tempo de estudar esse texto: ele ilustra claramente a forma de pensamento desse psicólogo suíço. E isso, talvez seja o mais importante a se estudar.

Continue Reading >>

Viciados em Celulares


Selfie no Oscar 2014Celulares e Smartphones já fazem parte do cotidiano do brasileiro. Não sabia da profundidade dessa realidade até entrar em contato com o trabalho de uma professora durante meu mestrado em comunicação e linguagens que havia feito sua pesquisa de doutorado justamente sobre isso. A professora doutora Sandra Rubia da Silva escreveu a tese entitulada Estar no tempo, estar no mundo: a vida social dos telefones celulares em um grupo popular, onde ela explora o cotidiano de uma comunidade popular e sua relação com aparelhos de telefone celular.

Ela nos mostra uma realidade bem interessante que, mesmo uma comunidade onde seus habitantes não possuem tanto poder aquisitivo, o aparelho celular – geralmente os mais simples – já fazem parte de seu cotidiano. Os aparelhos mais modernos nos permitem realizar várias atividades complexas, comparáveis a muitos computadores pessoais, porém, mesmo os mais simples com recursos limitados como ligações e mensagens, conseguem integrar essa comunidade em várias dimensões, como as relações de gênero e e de gerações, na apresentação de si e até na participação religiosa da comunidade. Esse último, me recordo, os membros de uma igreja local compartilhavam diariamente por mensagens versículos a outros membros, como forma de expandir sua vivência religiosa.

Continue Reading >>

Direitos Humanos, Testes em Animais e a Lei de Godwin


Cães como esses foram resgatados do Instituto Royal.Recentemente virou notícia a invasão ao Instituto Royal para o resgate de dezenas de cães da raça Beagle que eram utilizados como cobaias em experimentos científicos. Esses cães especificamente eram usados para testar níveis de toxicidade de medicamentos, entre outras pesquisas biomédicas. A alegação feita pelos manifestantes era que esses animais estavam sofrendo maus tratos e por isso o resgate foi necessário. Porém, tem muita coisa por trás dessa história que não estamos conseguindo perceber – que são muito mais perigosas do que maus tratos em animais.

Não quero aqui entrar especificamente na questão dos direitos dos animais – pois só isso daria um artigo inteiro. Mas vou falar sobre os direitos humanos, como base principal para a argumentação. Também vou falar sobre como funcionam os testes em animais e explicar algumas mentiras e mitos em volta deles. E para terminar, é interessante recorrer à Lei de Godwin, uma lei criada em tempos de cibercultura, para refletirmos um pouco sobre as nossas próprias argumentações – para vermos para onde estamos encaminhando quando agimos da forma como estamos fazendo.

Continue Reading >>

Ainda estamos dormindo e não vamos acordar tão cedo…


Venha para o Brasil, disseram... Será legal, disseram...Com o risco de parecer conspiracionista, preciso esclarecer algumas questões que percebo do que vejo das recentes manifestações no Brasil. E aproveitar para fazer um breve resumo de tudo o que venho pensando ultimamente.

Admito que inicialmente via tudo isso como manifestações populares legítimas, baseadas em críticas reais sobre a forma como o Brasil estava sendo condizido. A final, eu também sou contra a realização da Copa do Mundo em 2014, considerando que não temos infra-estrutura social para isso. Eu também estou de saco cheio da roubalheira, da corrupção dos mandos e desmandos do governo e dos parlamentares.

E quando o povo começou a tomar as ruas incentivados pelo aumento do ônibus, eu achei uma iniciativa bem interessante. E quando a polícia começou a reagir com medo – pois aquelas agressões gratuitas que vimos só pode ser fruto do medo – eu vi legitimidade. Principalmente quando a bandeira levantada era “Não são só vinte centavos”.

Continue Reading >>

Resposta ao Dr. Hélio


Resposta a um comentário deixado no meu blogGeralmente não respondo os comentários deixados em meu blog – somente alguns que merecem minha atenção. Deixo os comentários abertos para que meus leitores discutam e não gosto de encerrá-los com minhas ideias: prefiro deixá-las aberta para o benefício e discussão de todos. Mas leio todos, inclusive uso-os para ter ideias de novos artigos.

Porém, hoje recebi um comentário em meu blog no artigo que mostrava os riscos da terapia cognitivo-comportamental que veio carregado por algumas acusações relativamente pesadas. Por isso, dou-me ao direito aqui de responder cada um dos pontos levantados, mas antes gostaria de levantar alguns pontos sobre o meu texto que acredito foram ignorados pela leitura de meu crítico, o Dr. Hélio.

Continue Reading >>

Como acabar com sua empresa em 140 caracteres


Vi no Twitter esse post que me chamou a atenção. Fui até o link e vi que era uma apresentação de um TCC (muito bem montado, por sinal) sobre o tema, sobre como empresas utilizam mal seu perfil no Twitter. A pesquisa é da publicitária Carolina da Silva Lima (@CadyWitty) e apresenta os dados da pesquisa com mais de 1200 pessoas, desde o perfil demográfico até detalhes de preferências sobre perfis corporativos.

Para quem é usuário do Twitter a bastante tempo, essas noções apresentadas podem parecer muito óbvias, mas aparentemente não são para as empresas que nunca estiveram por este ambiente virtual. Vale a pena conferir, principalmente se você pensa em ter uma empresa com perfil no Twitter ou simplesmente se você é um usuário de twitter que segue ou quer seguir algum perfil corporativo.

A monografia pode ser lida aqui e aqui temos a apresentação do slides da pesquisa: