Archives for : Carl Jung

Grupo de Estudos Presencial – Psicologia Analítica e Educação – 2017

Divulgação - Grupo de Estudos Presencial - Psicologia Analítica e EducaçãoDando continuidade ao Grupo de Estudos iniciado no ano passado, vamos continuar estudando as contribuições da Psicologia Analítica à Educação. Não é uma relação muito corrente, porém, como estudamos no ano passado, Jung mesmo faz vários estudos sobre isso, que foram publicados no livro O Desenvolvimento da Personalidade. Neste ano, vamos estudar o livro Tipos Psicológicos, talvez o mais conhecido de Carl Jung, para criarmos essa relação mais profunda entre Psicologia Analítica e Educação, focando no que Jung chama de “Educação para a Personalidade”.

Os encontros acontecerão quinzenalmente das 15h às 17h30, no salão de estudos da Clínica Archés, em Curitiba, à Rua David Carneiro, 431, no São Francisco. O grupo teve seu primeiro encontro no dia 05/02/2017, mas por ser um grupo de estudos contínuo, não existe impedimento ou pré-requisito de participação e novos integrantes podem participar a qualquer momento. O investimento é de R$100 mensais, com valor promocional para meus ex-alunos (por favor, entrem em contato para mais informações pelo e-mail pablo@deassis.net.br ou diretamente na minha página do Facebook). Também terão desconto de 20% do total quem fizer meu outro grupo de estudos presencial, de Psicoterapia, Sonhos e Imaginação. Os pagamentos poderão ser feito em dinheiro, depósito bancário, cartões de débito e crédito, boleto bancário ou então usando o aplicativo Opa!.

E, para motivar a participação, recomendo ouvirem o episódio #11 do PsicoLog Podcast, que revisa o que estudamos no semestre passado.

Grupos de Estudos Virtuais

Grupos de Estudo Virtuais

Além do Grupo de Estudo presencial de Psicologia Analítica e Educação, vou iniciar novas turmas dos Grupos de Estudo Virtuais. Já havia feito um Grupo Virtual cujos vídeos estão disponíveis no Youtube. E, devido à demanda que tenho recebido, estou organizando novos grupos de estudo virtuais, que permitem que pessoas de fora de Curitiba possam estudar comigo, online!

Estudar online possui algumas vantagens a estudar presencialmente, que são:

  • Para participar dos encontros, você poderá assistir de qualquer lugar que tiver um computador ou smartphone (tendo instalado os aplicativos do Google Plus, Google Hangouts e YouTube) e acesso a internet (de preferência wi-fi, pois nossos grupos terão duração de até duas horas e isso pode consumir bastante o 3G).
  • Os nossos encontros serão gravados e estarão disponíveis em um grupo fechado do Google Plus onde vocês poderão re-assistir quantas vezes quiserem. Esse material não será disponibilizado de nenhuma outra forma publicamente, então apenas quem participar do grupo terá acesso.
  • Poderemos utilizar a comunidade do Google Plus para darmos continuidade aos estudos fora das videoconferências, através das postagens, de perguntas, conversas e discussões que poderemos fazer durante a semana. Ou seja, não estudaremos apenas uma vez a cada duas semanas, mas poderemos manter contato constantemente na comunidade virtual.
  • Quem não puder se conectar em um dos dias, não perderá o encontro! Caso você saiba de antemão que terá outro compromisso nesse horário, poderá enviar suas perguntas e dúvidas à comunidade que elas serão respondidas e debatidas no vídeo que você assistirá depois, em casa, no momento que lhe for mais confortável. Caso aconteça algum imprevisto e no momento você não consiga se conectar, você ainda assim terá acesso à gravação das discussões e poderá assistir em casa.
  • O valor do grupo virtual será o mesmo do presencial, com a vantagem que você não precisará se preocupar com deslocamento, pois poderá assistir do conforto de sua casa ou de algum lugar com internet que seja confortável para você.
  • Como o grupo será virtual, teremos a possibilidade de agregar mais pessoas a nosso estudo, o que tornará tudo muito mais rico! Porém, devido a uma limitação da ferramenta utilizada (o Google Hangouts), teremos um limite de participação na videoconferência para as nove primeiras pessoas que aparecerem no dia. Mas, as demais pessoas poderão ainda assistir ao vivo, através do Youtube, e poderão ainda enviar perguntas através do chat que abriremos para os membros da comunidade ou ainda como comentários no vídeo do Youtube – que só será acessado por quem tiver o link. Dessa forma, ninguém ficará de fora!
  • E como os vídeos estarão todos gravados, será possível aceitar novos membros depois do início do grupo, pois esses membros poderão assistir os encontros passados, ler os dabates anteriores e ficar à par dos estudos e contribuir nos encontros futuros. Assim, nossos encontros serão sempre abertos a quem quiser participar!

E os temas que organizarem grupos de estudo virtuais, neste momento, são:

  1. Introdução ao Pensamento Junguiano: se você nunca estudou Jung ou Psicologia Analítica, este é o grupo para você. Nele, vamos estudar um livro de Jung, o Psicologia do Inconsciente, onde Jung apresenta alguns de seus principais conceitos, enquanto tenta discutir sobre o que seria isso que chamamos de “Inconsciente” e como seria possível estudá-lo cientificamente. Mas, mais interessante do que conhecer os conceitos, é aprender a forma como Jung pensa sua obra e seus estudos. Nesse grupo, iremos, ao acompanhar a leitura do livro, ver como o pensamento junguiano se constrói, facilitando, com isso, futuras leituras desse autor.
  2. Fundamentos de Psicologia: O que é a psicologia? O que ela estuda? Essas são perguntas que não possuem resposta clara – e se formos sinceros, os objetos de todas as ciências são bem confusos de forma geral. Mas a psicologia possui um diferencial gigante com as demais ciências: todos vivemos diretamente o seu objeto, independente de qual seja ele ou de como poderemos defini-lo. Neste grupo, iremos estudar o livro A Psicologia e o Problema Mente-Corpo de César Rey Xavier, onde exploraremos um pouco a história e a filosofia por trás do problema do objeto psicológico. Cada um de seus cinco ensaios trata de uma diferente ideia de um diferente pensador. Inicia com as ideias de René Descartes e de como ele, ao contrário do que conta a historia popular, não separa mente de corpo e como isso é muito importante para compreendermos o nosso estudo. Depois estudaremos a proposta do filósofo da mente Gilbert Ryle que, em seu livro O Conceito de Mente, inaugura o estudo da Filosofia da Mente, enquanto apresenta uma proposta comportamental para compreendermos o problema mente-corpo. Chegamos então a estudar a proposta da psicanálise de Freud e como ele se posiciona – ou não – diante do problema mente-corpo. E passamos pela proposta de Jung e como ele tenta resolver, em sua obra, esse problema. Finalmente, chegamos ao capítulo final do livro, com a proposta do “objeto híbrido” para a psicologia, compreendendo que todos esses autores passaram por esse tema em algum momento.
  3. Psicologia Analítica e Educação: A psicologia analítica é muito aplicada na clínica, mas ela é pouco explorada para discutir outras áreas. Eu trabalho com educação, além da clínica e vejo que Jung consegue dar uma luz excelente para compreender essa área de conhecimento. Ele possui um livro chamado Desenvolvimento da personalidade que agrega vários textos sobre educação e desenvolvimento infantil que ajuda a compreender como a psicologia analítica pode ajudar a amplificar – para usar um termo junguiano – a educação. Além disso, alguns conceitos clássicos como Individuação, Transferência e Tipos Psicológicos serão revisados e aplicados no contexto educacional, permitindo para professores, educadores e eternos estudantes rever o que é feito com novos olhos, encontrando novas soluções para velhos e conhecidos problemas educacionais.

Esses três grupos de estudo já estão organizados e terão início em breve! Tenho ainda outros projetos para outros grupos de estudo que envolvem “Mitologia Amplificada”, como a mitologia pode ser utilizada para compreender a vida, e “Revendo a Psicopatologia”, onde iremos revisar conceitos tradicionais e experiências pessoais para compreendermos melhor a relação entre sofrimento e a vida que vivemos. Caso exista interesse para esses outros temas, entrem em contato para que eu agilize os grupos para os interessados.

Como participar de um Grupo de Estudos Virtual

Para participar, existe um requisito técnico mínimo que é conseguir acessar com tranquilidade o Youtube, o Google Hangouts e o Google Plus. Isso pode ser feito através de um navegador ou através de aplicativos no celular ou tablet. Isso, além de uma conexão banda-larga com a internet, pois os vídeos consomem uma banda relativamente grande (por isso não recomendo o 3G, a não ser que você tenha uma franquia bem grande). Resolvendo essas questões técnicas, você poderá participar sem problemas.

Diria até que para participar, você precisaria poder estar no computador nos dias marcados para os encontros virtuais, mas isso não é necessário. Caso você queira participar do tema mas não poder – seja porque nesse horário você está na aula ou só tem acesso a internet no trabalho e não em casa ou qualquer outro motivo – mas ainda assim quer participar, você ainda poderá ver os vídeos, ler os textos, participar das discussões e deixar perguntas para a discussão nos encontros. Seria muito bom a participação na videoconferência, mas ela não é essencial para o grupo.

Então, para participar – tendo resolvida a questão técnica – basta escolher em qual ou quais grupo(s) quer estudar, pagar o primeiro mês como “matrícula”, ingressar na comunidade do Google Plus (o convite será enviado após o recebimento do comprovante de pagamento) e começar a participar! O conteúdo discutido será exclusivo do grupo e não será visto por mais ninguém. Após o término do estudo, após alguns meses tornarei público apenas os vídeos gravados, mas nunca o conteúdo discutido na comunidade ou o material compartilhado por lá.

Então escolha um grupo abaixo (ou mais de um, se quiser), preencha o questionário de inscrição, pague a taxa de matrícula, envie um e-mail com a confirmação de depósito/transferência e vamos iniciar nossos estudos!

Cronogramas:

  1. Introdução ao Pensamento Junguiano 2016 – Quinzenalmente às quartas-feiras das 20h às 22h. Início no dia 21/09/2016. Término previsto em 21/12/2016. Total de 16 horas ou 4 meses.
  2. Fundamentos de Psicologia – Quinzenalmente aos sábados das 13h30 às 15h30. Início no dia 3/9/2016, com pausa a partir de 17/12/2016 e retorno a combinar com o grupo.
  3. Psicologia Analítica e Educação – Quinzenalmente às segundas-feiras das 20h às 22h. Início no dia 5/9/2016, com pausa a partir de 19/12/2016 e retorno a combinar com o grupo.

Informações de Pagamento:

Para incentivar a participação nos grupos, farei um valor promocional para quem participar em mais de um grupo ao mesmo tempo, oferecendo 10% de desconto no pagamento mensal de dois grupos e 20% para o pagamento mensal de três grupos. Dessa forma, quem participar de um grupo pagará R$100,00, dois grupos, R$180,00 e três, R$240,00! Lembrando que se você já foi meu aluno, as condições poderão ficar ainda melhores…

  1. Banco do Brasil
    Pablo de Assis
    Ag. 1522-9
    CC. 18570-1
  2. Santander
    Pablo de Assis
    Ag. 3837
    CC. 01083339-2

Questionário de Inscrição: https://goo.gl/forms/YGoHmogFFXLxbgN53

 

Outra Oportunidade

Caso você queria participar de um grupo mas não pode participar nos dias marcados para os grupos ofertados, você pode montar um grupo com amigos e colegas e sugerir uma outra data/horário para o seu grupo. Basta entrar em contato por e-mail pablo@deassis.net.br, na minha página no Facebook ou deixe uma mensagem aqui no post com sua sugestão que eu entro em contato para combinarmos o novo grupo. Para termos um novo grupo, precisamos ter pelo menos 4 pessoas pagantes e, para quem organizar esse grupo, posso oferecer condições especiais.

Grupo de Estudos Virtual – a Psicologia do Inconsciente

Carl JungFaz algum tempo iniciei uma prática que há muito queria voltar a fazer: grupos de estudo com meus alunos. Iniciei a estudar assim na época da graduação em psicologia, quando reunia colegas interessados em estudar Psicologia Analítica e liamos juntos alguns textos. Na mesma época, estudava fora da faculdade em cursos direcionados por psicólogos junguianos. Foi nesses estudos que descobri o livro Psicologia do Inconsciente de Carl Jung.

A princípio, esse livro pareceu-me bastante completo, com conceitos pontuais e explicações bastante práticas sobre várias questões referentes à teoria junguiana. Acabei até utilizando várias de suas citações no corpo do meu TCC sobre o feminino sombrio. Mas o melhor desse livro não era nem a facilidade de compreensão de seu texto, mas sim algo que fui descobrir depois de algum tempo de estudar esse texto: ele ilustra claramente a forma de pensamento desse psicólogo suíço. E isso, talvez seja o mais importante a se estudar.

Continue Reading >>

Grupo de Estudos Virtual: Introdução ao Pensamento Junguiano

o-GUSTAV-JUNG-hangoutJá faz algum tempo que quero organizar um grupo de estudos para lermos e estudarmos alguns textos de Carl G. Jung. Desde a época da faculdade ou estava participando ou organizando grupos de estudo, porém, nos últimos anos acabei encontrando algumas contingências que impossibilitaram a realização desses grupos.

Porém, acredito que encontrei uma forma de continuar os estudos e conseguir driblar essas dificuldades. A partir desta semana farei semanalmente – ou quinzenalmente, dependendo de como for este primeiro encontro – um Grupo de Estudos Virtual para discutirmos um pouco mais do pensamento e da obra desse psicólogo suíço.

Continue Reading >>

Um pouco mais sobre a psicologia

Seguindo ainda a onda do Dia do Psicólogo, vale a pena colocara aqui um pouco da minha visão do que é a psicologia. Talvez uma das pessoas que melhor traduziu isso em palavras foi Carl Jung. Toda sua obra é uma ode à psicologia, mas como não tenho como colocá-la aqui, selecionei um breve trecho que ilustra o que quero dizer:

Existem coisas que ainda não são verdade, ou que hoje ainda não podem ser aceitas como verdade, mas amanhã talvez possam sê-lo. (…) O que singulariza o caminho aqui descrito é em grande parte a certeza de não podermos continuar recorrendo unicamente ao ponto de vista científico-intelectual, mas de que o nosso compromisso também compreende todo o lado do sentimento, isto é, a totalidade das realidades contidas na alma — já que lidamos com uma psicologia fundada na vida real e que age sobre a vida real. Nesta psicologia prática, não se trata da alma humana universal, mas de homens e mulheres individualizados, cada qual com uma variedade de problemas que os aflige diretamente. Uma psicologia que satisfaz somente ao intelecto por si só nunca será capaz de abranger a totalidade da alma. Quer queiramos, quer não, mais cedo ou mais tarde o fator cosmovisão terá que ser levado em conta, porque a alma está em busca de sua totalidade.

Eu vejo a psicologia como uma ciência, mas ela vai além. Ela precisa ir além do ponto de vista científico-intelecutal, pois esse possui limites, mas a vivência humana não. E a psicologia precisa compreender essa vivência por completo sem reduzi-la às suas teorias científicas. Elas são extremamente importantes, sem dúvida, e essenciais para uma boa prática e conhecimentos psicológicos. Mas a psicologia vai além e precisa ir além disso. Ela precisa reconhecer a totalidade das experiências humanas – que chamamos de alma, por isso psicologia – e possibilitar sua compreensão e vivência plenas. Como diz Jung, “quer queiramos, quer não, mais cedo ou mais tarde, o fator cosmovisão terá que ser levado em conta, porque a alma esta’em busca de sua totalidade”…

Carl Jung, sobre a totalidade da psicologia...

Esta frase foi retirada do livro Psicologia do Inconsciente, de Carl Jung.

Há 138 anos nascia Jung…

Carl Jung na revista TimeHá 138 anos, nascia o jovem Carl Gustav Jung, em 26 de julho de 1875, na cidade suiça de Kesswil, no cantão da Basiléia. De lá para cá, muita coisa mudou na história da psicologia e na história do mundo e muitas dessas mudanças foram graças a esse homem. Taxado como místico por muitos, ele buscou um pensamento científico diferente, olhando para as excessões mais do que para as regras, buscando integrar todas as experiências humanas, inclusive a espiritualidade e a arte.

Por muito tempo, a ciência se fechou para diversos fenômenos – ditos ocultos – e preferiu olhar para uma realidade mais material, paupável. Jung, ao contrário, reconhecia que existe uma dimensão metafísica da experiência humana e que até a materialidade do mundo é metafísica, pois a única natureza de experiência direta é a experiência da psique humana, de sua alma. Tanto a matéria quando o espírito nos são experiências mediadas e não imediatas. A matéria conhemos através das impressões dos cinco sentidos, enquanto o espírito só podemos conceber através da nossa razão. Ignorar um lado em detrimento do outro sempre pareceu para Jung como reduzir a experiência humana. E isso era algo que ele não concebia.

O mais interessante é que, para poder dar conta desses dois lados, Jung percebeu que a psique humana se utiliza das imagens e de processos criativos e espontâneos – os mesmos processos utilizados por artistas. Dessa forma, gosto de dizer que Jung – mais do que um cientísta – foi um grande artista da psique humana, sem nunca abrir mão de sua postura crítica, analítica e – principalmente – empírica.

Por conta de seu aniversário, encontrei este vídeo que resume bem os principais pontos de sua vida e sua obra. E quero compartilhá-lo aqui! Espero que assim consigamos aprender um pouco mais sobre esse pensador e sobre suas ideias…

Qualquer comentário, sintam-se à vontade para colocarem abaixo.

PsicoLog #05 – Psicologia Analítica e Comunicação

PsicoLog Podcast #05 - Psicologia Analítica e ComunicaçãoEm nosso quinto episódio do PsicoLog Podcast, eu disponibilizo a gravação de uma palestra que proferi para as turmas de Comunicação Social das Faculdades OPET de Curitiba da professora Carla Rizzotto, minha colega do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Linguagem. Ela, em sua disciplina de Psicologia e Comunicação, pediu que falasse sobre Psicologia Analítica. Então preparei essa fala sobre alguns conceitos dessa abordagem teórica e como podemos aplicá-la à comunicação. Mas independente de área, aqui podemos ver como podemos aplicar esse conhecimento psicológico em outras áreas do conhecimento.

Duração: 57 minutos

Mandem E-mails

Mande e-mails e recados de voz para pablo@deassis.net.br com dúvidas, contribuições, elogios, críticas, perguntas, sugestões e qualquer outra coisa que você queira enviar. Toda mensagem será muito bem-vinda!

Assinem o feed

Se você quiser, você pode baixar este e todos os episódios do PsicoLog Podcast  assinando o nosso novo feed pelo seu agregador de feeds favorito, copiando o endereço http://pablo.deassis.net.br/category/podcasts/psicologpod/feed/. Caso você tenha o iTunes instalado e quer assinar diretamente no iTunes, basta clicar neste link: itpc://pablo.deassis.net.br/category/podcasts/psicologpod/feed/.

Assine o Feed do PsicoLog Podcast

Face a Face com Carl G. Jung

Face a face com Carl JungFoi pesquisando para preparar uma aula que encontrei este documentário sobre Jung. Na realidade, é uma entrevista feita com Carl Gustav Jung no final da década de 50 (como podem verificar pela qualidade das imagens). Nela, o entrevistador faz todo tipo de pergunta, tanto sobre sua vida quanto sobre sua obra. Então, se você sempre teve curiosidade em saber quem foi o psicólogo e psiquiatra suiço Carl Gustav Jung, aqui está sua chance de ouvir diretamente dele! E para aqueles que não sabem inglês, o vídeo está legendado. Em alguns momentos, o vídeo treme e a resolução é baixa, mas nada que atrapalhe nem a compreensão nem a leitura das legendas.

O vídeo foi editado em quatro partes, e deixo todas elas aqui, uma abaixo da outra.

Parte 1

Continue Reading >>

PsicoLog 02 – Conversa com Falcão Azul 1: Hábitos

PsicoLog Podcast 02 - Conversas com Falcão Azul 1: HábitosEste é o primeiro episódio do PsicoLog Podcast de uma série de conversas que tive com o Daniel, conhecido na internet como Falcão Azul do site Monalisa de Pijamas e do Monacast. Nesta nossa primeira conversa, falamos sobre muitas coisas, inclusive sobre o tema das outras conversas que tive com ele. Pedi sua autorização e gravei os bate-papos para lançá-los aqui. Nesta primeira conversa, falamos um pouco sobre o livro Psicologia do Inconsciente de Carl Jung, sobre hábitos e mudanças de hábito e principalmente sobre hábitos alimentares. Ao final, falamos até um pouco sobre como seria o ponto de vista psicanalítico freudiano sobre o assunto. Mas devo admitir que, como a psicanálise não é minha especialidade, dei apenas uma visão um tanto quanto superficial do assunto. Porém, o resto do bate-papo está bastante completo e com vários exemplos. Espero que os temas debatidos sejam de interesse de vocês e qualquer coisa, mandem emails ou comentem aqui no blog!

Duração: 63 minutos

Mandem E-mails

Mande e-mails e recados de voz para pablo@deassis.net.br com dúvidas, contribuições, elogios, críticas, perguntas, sugestões e qualquer outra coisa que você queira enviar. Toda mensagem será muito bem-vinda!

Assinem o feed

Se você quiser, você pode baixar este e todos os episódios do PsicoLog Podcast  assinando o nosso novo feed pelo seu agregador de feeds favorito, copiando o endereço http://pablo.deassis.net.br/category/podcasts/psicologpod/feed/. Caso você tenha o iTunes instalado e quer assinar diretamente no iTunes, basta clicar neste link: itpc://pablo.deassis.net.br/category/podcasts/psicologpod/feed/.

Assine o Feed do PsicoLog Podcast

Jung e a Psicologia Analítica

Carl Jung na revista TimePara além de sua relação com a psicanálise de Freud, Jung também aprofundou seus estudos em diversas outras áreas de conhecimento humano, tanto aquelas que já eram conhecidas por cientistas e psicanalistas, como a análise de sonhos e a mitologia, como outras pouco estudadas, como a alquimia. Jung entendia que todos esses estudos serviam como formas de compreendermos as diferentes manifestações da psique humana e do inconsciente coletivo (termo que mais tarde foi revisto e renomeado como “psique objetiva”).

Talvez por causa disso tudo – de sua relação de amor e ódio com a psicanálise de Freud e de seus objetos de estudo pouco ortodóxos – a psicologia junguiana seja coberta com uma aura mística que assusta os mais céticos e atrai os mais curiosos. Independente dos comentários que são feitos de fora, por aqueles que pouco conhecem sua obra ou daqueles mais ufanistas que conhecem cada linha de seus livros, a influência da psicologia analítica de Jung é inegável.

Continue Reading >>