Archives for : culpa

Os Bodes Expiatórios e os crimes da sociedade

Culpamos o bode pelos nossos errosOutro dia estava comentando em sala de aula que temos uma cultura do bode expiatório, onde queremos encontrar um culpado pessoal para os problemas da sociedade. Na tradição original do “bode expiatório” na grécia, os pharmakos eram pessoas escolhidas por uma cidade para que elas levassem consigo os crimes e pecados da cidade e eram castigadas com o pior dos castigos da época: o Ostracismo, ou seja, eram banidas da cidade, perdiam a cidadania e nunca mais podiam voltar.

Para entendermos o quão grave era isso para eles, naquela época, vida em cidade era mais importante que vida individual, tanto é que cidades inteiras eram castigadas, como aconteceu com Sodoma e Gomorra, na bíblia ou ainda no mito de Édipo com a cidade de Tebas. Viver sem cidade era viver sem identidade.

Na tradição bíblica, todo pecado – seja ele da cidade ou do indivíduo – precisava ser pago com a morte. Eles resolveram que, ao invés de matar o pecador, essa pessoa sacrificaria um bode que morreria pelo pecado da pessoa e assim o mandamento de que todo pecado seria pago com a morte estava sendo cumprido. O cristianismo modifica isso pois eles aceitam o sacrifício de Jesus como sendo o sacrifício definitivo para todo o pecado do mundo, então a partir daí, ninguém mais precisa morrer por conta do pecado.

Então temos aí um padrão mítico, do mito do bode expiatório, onde uma pessoa acaba se responsabilizando – ou levando a culpa – pelo grupo: uma pessoa pagando pelos crimes e erros de um grupo todo. E, por mais que isso pareça algo de uma mentalidade antiquada, esse é o padrão que eu mais vejo pelo mundo atualmente, o que nos diz que nós temos ainda uma mentalidade antiquada.

Continue Reading >>

PsicoLog 04 – Conversas com Falcão Azul 2: Culpa

PsicoLog Podcast 04 - Conversas com Falcão Azul 2: CulpaMais uma conversa com o Daniel, o Falcão Azul do Monacast! Continuamos nossa conversa anterior sobre hábitos, desta vez falando sobre “Culpa”. Não contentando em falar só sobre isso, falamos também sobre alguns conceitos de psicologia junguiana, como o “Self” e a “individuação”. E terminamos nossa conversa falando um pouco mais sobre o que tudo isso tem a ver com perda de peso. Durante o papo, comentamos vários posts já escritos aqui no blog, então sugiro que, caso não os tenha lido, que o façam até antes de ouvir (ou depois, tanto faz). Os posts comentados estão listados abaixo.

Uma observação: durante o episódio, tem um momento que não consigo me lembrar de uma palavra e passo um tempo pensando em qual poderia ser. Chego a falar em “totalidade”, mas a palavra que procurava é “Plenitude”.

Duração: 81 minutos

Posts citados no episódio

A Culpa é da Culpa

Bullying, a vítima e a vitimização

Quem observa os observadores: a mídia e a psicopatologia

Punição serve para absolutamente NADA

Mandem E-mails

Mande e-mails e recados de voz para pablo@deassis.net.br com dúvidas, contribuições, elogios, críticas, perguntas, sugestões e qualquer outra coisa que você queira enviar. Toda mensagem será muito bem-vinda!

Assinem o feed

Se você quiser, você pode baixar este e todos os episódios do PsicoLog Podcast  assinando o nosso novo feed pelo seu agregador de feeds favorito, copiando o endereço http://pablo.deassis.net.br/category/podcasts/psicologpod/feed/. Caso você tenha o iTunes instalado e quer assinar diretamente no iTunes, basta clicar neste link: itpc://pablo.deassis.net.br/category/podcasts/psicologpod/feed/.

Assine o Feed do PsicoLog Podcast

Bullying, a vítima e a vitimização

Zangief Kid agride seu agressorFaz algum tempo queria escrever sobre bullying, não só porque esse tema está em voga, mas eu também sofri com isso na escola e quando era menor. Mas as contingências afetaram o meu tempo e quando consegui tempo para escrever, tive que atualizar o WordPress. Até parece que meu blog estava fazendo bullying comigo!

Mas quando saiu o vídeo do “menino Zangief” e todas as suas variáveis, eu achei interessante comentar sobre isso. Princialmente depois de ver um twit de um amigo sobre uma notícia de uma entrevista com o próprio menino, Casey Heynes. Ele, como várias vítimas de bullying, foi vítima desse ato cruel por vários anos. Mas, ao contrário de várias vítimas, ele não se vitimizou com o fato. Quero aqui fazer distinção entre essas duas posturas – entre a vítima e a vitimização – e afirmar que em nenhum momento estou desmerecendo o sofrimento de quem passa por isso.

Continue Reading >>

A culpa é da culpa

Culpa não existe. Culpa é um sistema criado para manipulação das massas. Se você sente culpa por alguma coisa, qualquer coisa, parabéns, você faz parte de uma massa manipulada por alguém! E enquanto isso, você se distancia de ser alguém de verdade e continua sendo mais um peão nesse jogo.

Mas eu sinto culpa e esse sentimento é real! Não é uma invenção, uma manipulação.

A culpa é sua!É sim. O que prova que você foi tão manipulado que não consegue pensar diferente. Mas se a culpa é um sentimento real e manipulado ao mesmo tempo, só existe uma explicação: sentimos algo que aprendemos a chamar de culpa, que não é culpa. É engraçado que existem sistemas e teorias inteiras baseadas no conceito de culpa, que só servem para propagar essa enganação. O sistema legal é uma delas, por exemplo. A teoria psicanalítica utiliza de conceitos de moralidade e culpa também. E quem as ouve e acredita nisso só está se enterrando mais nesse pântano.

Continue Reading >>