Archives for : escola

Tecnologias e a Educação do Futuro

Tecnologias sempre existiram e sempre existirão!Uma coisa que a gente precisa se lembrar é que tecnologias sempre existiram, pois desde um livro ou um quadro negro ou branco são tecnologias aplicadas à educação. E elas sempre estiveram presentes em sala de aula de uma forma ou de outra, aparecendo como retroprojetores, mimeógrafos, fotocopiadoras, projetores de slides, televisão, VHS e DVDs, filmadoras e, desde os anos 80, com computadores pessoais, mais tarde ligados à internet e eventualmente substituídos por notebooks, tablets e celulares.

Porém, a mera presença dessas tecnologias em sala de aula ou até mesmo na escola como um todo não garante construção de educação ou transformação dos processos de ensino e aprendizagem. A política pedagógica, infelizmente, ainda está presa a um modelo desenvolvido no século XIX, quando o mais importante era a formação do futuro trabalhador das indústrias em ascensão, onde os conteúdos mais importantes a serem ensinados e aprendidos eram relacionados ao trabalho das máquinas, ou seja, a língua local ou formal e matemática, essenciais para operar os maquinários e ler os manuais de instruções. Posteriormente foram incluídas outras disciplinas com conteúdos diferentes, também com o objetivo de preparar alunos para o mercado de trabalho. Inclusive, até hoje, disciplinas como artes ou filosofia ainda são consideradas menores por não oferecerem tantas ferramentas laborais quanto matemática ou ciências.

Desde então, as tecnologias aplicadas em sala de aula servem justamente para fortalecer esse modelo preparatório. Inclusive, acrescentar tais tecnolocias essenciais para o cotidiano nas escolas acaba sendo essencial para a formação do futuro trabalhador. Mas, novamente, nada disso garante nenhuma transformação na educação.

Continue Reading >>

A Neutralidade Ideológica

Em tempos de “Escola Sem Partido” e de palavras de ordem contra a corrupção, o medo da tal “doutrinação ideológica” é muito grande. Doutrinação, palavra que indica uma formação de doutrina, de conhecimentos que servem de princípios para algum sistema religioso, filosófico ou jurídico. Então uma “doutrinação ideológica” serviria para transformar ideologia em doutrina, em princípios para algum sistema de pensamento. Mas, toda ideologia é exatamente isso. E todo sistema é ideológico. Logo, “doutrinação ideológica” é tão redundante quanto “subir pra cima” ou “água molhada”.

Tentar evitar ideologias é impossível. Nossa sociedade se organiza através de ideologias. Essa, na verdade, é uma discussão filosófica antiquíssima, porém, necessária, que pode ser resumida da seguinte forma: nós, seres humanos, somos seres biopsicossociais, ou seja, somos formados por porções biológicas e materiais, psicológicas e individuais, e sociais e ideológicas. Somos seres híbridos de tudo isso. E por isso, o que nos forma e o que formamos são também materiais e ideológicas. A partir do momento que pensamos, concebemos ou falamos a respeito de algo, esse algo já está sendo pensado, concebido e falado através de alguma ideologia. Não temos como fugir disso.

Continue Reading >>

Ainda um pouco mais sobre bullying

O problema do bullying nunca é só o bully...Bullying é um tema controverso, polêmico e atual, tanto é que fui convidado pelo pessoal do Papo de Gordo para gravar um podcast sobre bullying! A conversa foi muito bacana e foi muito bem recebida. Porém, como todo papo polêmico, teve bastantes controversas. Caso queira ouvir o cast original, sigam este link. E neste, vocês poderão acessar o episódio onde foi lido alguns comentários sobre o episódio de Bullying.

Como toda boa conversa, esse cast sobre bullying rendeu muita conversa e repercussão… Esperava que fossem repercussões positivas e criativas, mas infelizmente percebo que houve mais desinformação do que diversão. Só lembrando que, por mais que o tema do cast seja sério, a proposta sempre foi ver as coisas por um lado mais leve – ao menos a minha proposta ao participar do programa era mostrar que, por mais sério que seja um problema, podemos aprender a ver as coisas por outros ângulos.

Continue Reading >>

Bullying, a vítima e a vitimização

Zangief Kid agride seu agressorFaz algum tempo queria escrever sobre bullying, não só porque esse tema está em voga, mas eu também sofri com isso na escola e quando era menor. Mas as contingências afetaram o meu tempo e quando consegui tempo para escrever, tive que atualizar o WordPress. Até parece que meu blog estava fazendo bullying comigo!

Mas quando saiu o vídeo do “menino Zangief” e todas as suas variáveis, eu achei interessante comentar sobre isso. Princialmente depois de ver um twit de um amigo sobre uma notícia de uma entrevista com o próprio menino, Casey Heynes. Ele, como várias vítimas de bullying, foi vítima desse ato cruel por vários anos. Mas, ao contrário de várias vítimas, ele não se vitimizou com o fato. Quero aqui fazer distinção entre essas duas posturas – entre a vítima e a vitimização – e afirmar que em nenhum momento estou desmerecendo o sofrimento de quem passa por isso.

Continue Reading >>