Archives for : gadget

Como funciona o seu iPod

Eu já perdi as músicas de meu iPod. Aconteceu comigo não uma, mas três vezes e hoje aconteceu com um amigo meu. Ele me perguntou no Twitter e eu não sabia explicar em 140 caractéres porque o processo é meio longo. E quando aconteceu, foi uma ótima oportunidade pra fuçar o gadget e descobrir como ele funciona.

Quando isso aconteceu comigo, eu entrei em pânico. Se não me engano, aconteceu quando eu desliguei meu iPod Classic 7G de 80Gb sem ejetá-lo antes. Não imaginei que ia dar algum problema, mas quando liguei o iPod, vi que não havia nenhuma música nele. Nenhuma das mais de 4000 músicas e quase 10Gb estavam lá. Simplesmente sumiram!

O iTunes tem um sistema muito interessante pra você lidar com isso, que é sincronizar sua biblioteca do iTunes com seu iPod. Porém, no meu caso, isso não ia servir. Eu coloco as músicas no iPod, faço backup delas em CD ou DVD e depois apago do meu HD para ter mais espaço pra mais músicas. Então, se eu fosse manualmente pegar quase 40 CDs de MP3 que eu tenho pra colocar tudo de novo no PC pra depois colocar na biblioteca do iTunes e depois colocar no meu iPod, eu ia ficar louco!

Então, eu liguei meu iPod no PC pra ver se encontrava alguma coisa e o que encontrei me deixou intrigado: parece que os dados em si não haviam sido perdidos, só a lista de músicas, o banco de dados parecia haver se corrompido. Liguei novamente o iTunes e confirmei isso. No iTunes, ele mostra em cores diferentes os diferentes dados armazenados no seu iPod, que podem ser música, vídeos ou dados.

No meu caso, eu tinha quase 10Gb de músicas, menos de 1Gb de vídeos e uns 10Gb de dados (basicamente backup de documentos e filmes) e ainda tinha uns 50 a 60 Gb livre. Antes desse problema acontecer, eu via sempre no iTunes as diferentes cores, mas depois disso, aparecia uma barra com mais de 20Gb de dados. Isso me deixou intrigado e pensando se as músicas ainda estariam lá.

Entrei na internet e encontrei alguns fóruns com pessoas dizendo que isso acontecera com elas e que o que elas fizeram foi reformatar o iPod e recolocar as músicas lá. Mas eu não queria fazer isso e sabia que tinha que haver alguém que já passara por isso e soubesse como resolver! Então eu procurei mais. Não me lembro agora as palavras chave que usei, mas eu demorei pra encontrar. Mas quando encontrei, vi que era a minha salvação.

A solução que o blogueiro americano encontrou era bem complicada, mas aparentemente resolvia o problema sem que me desse trabalho com backups. Mas antes, vamos entender um pouco a dinâmica do iPod (que eu aprendi após fuçar no aparelho).

O iPod basicamente é um HD (desses de notebook) acoplado a um visor e um botão de navegação sensível ao toque com um programa de leitura e execução de arquivos de mídia. Seria como você ligar um Winamp (ou o iTunes, no caso) num pendrive ou num HD externo que tenha um touchpad. Mas ele não funciona como os outros players de MP3, que você simplesmente armazena as músicas e ele reconhece a extensão e toca. O iPod lê a partir de uma biblioteca ou banco de dados criado pelo iTunes no seu computador. E é aí que está o segredo.

Pra você poder ouvir as músicas no seu iPod, você precisa que as músicas sejam colocadas nele através do iTunes (dizem que existem outros programas que fazem isso, mas eu não conheço e nunca tentei). Por isso, a Apple recomenda que você sincronize seu iPod com o iTunes. Dessa forma, sempre que você modificar sua biblioteca do iTunes (seja acrescentando novas músicas ou apagando antigas que você não gosta mais), seu iPod irá ter as mesmas músicas sem que você tenha trabalho pra fazer isso manualmente. Assim, seu iPod vai ser o seu iTunes portátil.

Pessoalmente, eu não gosto da opção de sincronizar o iPod, principalmente se ele for um Classic com mais de 40Gb. Sincronizar um aparelho desses com o iTunes é você perder todo o sentido de ter um aparelho com grande capacidade de armazenamento. No meu caso, eu tenho um HD de 80Gb e todas as músicas que eu coloco no iPod, eu deleto da máquina e ouço só no iPod. Inclusive, se eu quero ouvir no PC enquanto trabalho ou em qualquer outro momento, eu simplesmente conecto no PC e ouço via iTunes.

E por que tem que ser via iTunes? Porque quando você abre seu iPod pelo Explorer, por exemplo, você não encontra as músicas lá! É uma forma que a Apple encontrou para proteger o conteúdo do iPod. Você pode colocar as músicas lá usando o iTunes, mas as músicas não podem ser copiadas de lá para nenhum outro lugar. Mas mesmo assim, elas estão lá. Como o iPod faz isso?

Basicamente, quando você passa as músicas do seu iTunes pro iPod, o programa copia os arquivos de música, sejam eles de MP3 ou M4A ou qualquer outro formato aceito (como MP4 para vídeos) aleatoriamente em 50 pastas diferentes. Ao fazer isso, ele cria um banco de dados com acesso via iTunes ou iPod. Assim, esses programas só precisam acessar o banco de dados pra saber quais músicas estão lá e quando elas forem executadas, só então o HD irá funcionar para tocá-las no endereço correspondente (que está no banco de dados). É um sistema bastante inteligente, que poupa a vida útil do HD. Mas traz em si o problema que se o banco de dados for corrompido por qualquer motivo, você não consegue mais acessar as músicas, que ficarão perdidas.

Nessa minha aventura, e com a dica daquele blog americano (que não consegui encontrar novamente), descobri isso. E descobri que a Apple não quer que você saiba disso. Como? Se você abrir seu iPod pelo Explorer, você não vai encontrar nenhuma dessas 50 pastas que mensionei! Mas onde estão? Escondidas. Sim, escondidas. Talvez a Apple tenha feito isso pra proteger o conteúdo do iPod contra ataques ou pra proteger os direitos autorais dos arquivos comprados via Apple Store.

E tudo que o iPod faz, ele faz via um banco de dados de músicas e filmes e podcasts e todos os outros arquivos que têm na memória do aparelho.  E como a única forma de você editar ou alterar o banco de dados é via iTunes, ele é um gadget relativamente seguro. Mas, se acontecer alguma coisa, como você desconectar o iPod sem ejetar o gadget, o banco de dados pode ser danificado, e você não mais encontrará o seus arquivos no iPod. Mas existem formas, como eu mesmo encontrei, de contornar isso sem que você precise formatar o iPod e colocar todas as músicas de novo no aparelho. Mas isso fica para um próximo post!

Espero que tenha sido útil. Se for, por favor comentem. Se não for, comentem do mesmo jeito!

😀