Archives for : identidade

Um olhar psicológico sobre as discussões culturais e naturais sobre gênero e sociedade

Temos como negar o que está diante de nós?Estava no Facebook dias atrás quando vi o desabafo de uma amiga sobre uma questão pertinente aos estudos culturais de gênero que ela estuda no mestrado. Ela estava desabafando que existem pesquisadores que, de certa forma, levantam a bandeira do negacionismo biológico, colocando que tudo é uma construção cultural. No caso, ela estava explicando que existem pessoas que, para defenderem que as diferenças de gênero são questões socialmente construídas, atacam qualquer possibilidade de aceitar marcações biológicas para a definição de gênero. Ou seja, gênero deveria ser uma escolha ou construção pessoal, não uma imposição cultural, muito menos utilizando-se de argumentos biológicos.

Esse é um debate acalorado, com apoiadores de ambos os lados. Eu, particularmente, aceito a posição da minha amiga que, por mais que existam definições culturais na discussão sobre gêneros, não podemos esquecer que possuímos corpos biológicos e que esses corpos biológicos impõem de certa forma limitações como menstruações para as mulheres (por mais que muitas delas prefiram tomar remédios para evitar os desconfortos mensais) e a impossibilidade de gerar vida para os homens, por exemplo.

Continue Reading >>

Nosso inimigo, o Ego

Pode parecer estranho um título desses, principalmente depois de haver escrito que a sombra é a nossa amiga. E pode parecer mais estranho ainda quem tem uma noção de “psicologia do ego”, achando que essa é a estrutura mais importante da consciência e se perguntando como é que nossa identidade pode ser nossa inimiga. Seriamos nós inimigos de nós mesmos?

Já dizia Thomas Hobbes que “o homem é o lobo do homem”. É claro que aqui ele estava olhando não de um ponto de vista psicológico, mas sim social, falando sobre a ferocidade que um ser humano é capaz de manifestar a outro, nas agressões, assaltos, assassinatos, ataques de raiva, xingamentos, etc. Mas se podemos fazer isso com os outros, o que não seriamos capazes de fazer contra nós mesmos, certo?

Continue Reading >>