Archives for : Prezi

Epistemologia Junguiana – Psicologia Analítica

Carl JungNa minha disciplina de Epistemologia da Psicologia, um dos grupos fez o trabalho sobre alguns valores e pressupostos epitemológicos da Psicologia Analítica. Como esse grupo fez em formato digital e me enviou para avaliação, resolvi disponibilizá-lo aqui para consulta, para quem se interessar pelo tema. Para quem não conhece, Epistemologia é a teoria do conhecimento, como construímos o conhecimento e como sabemos do conhecimento. Este trabalho ilustra um pouco disso na forma de um cartaz, mostrando alguns dos pontos estudados.

Se gostaram, deixem seus comentários abaixo!

Para melhor vizualização, sugiro acompanhar a apresentação em tela cheia!

Day of the Doctor: As Viagens do Tempo na Mente

Salvem o dia! Dia 23 foi o Day of the Doctor!O último dia 23 de novembro foi o Day of the Doctor, o Dia do Doctor Who. Nesse dia, além da comemoração de 50 anos do seriado de ficção científica mais longo da história, passou no mundo todo e visto por milhões de espectadores na televisão e nos cinemas um episódio especial com a participação de vários dos personagens mais queridos da série.

Nesse mesmo dia, aqui em Curitiba, o grupo de fãs de Doctor Who fez um evento nas Livrarias Cultura do Shopping Curitiba um evento em comemoração ao Day of the Doctor, com palestras, debates e concursos de cosplay. Eu fui um dos palestrantes, com uma palestra muito bem frequentada entitulada As Viagens do Tempo na Mente: Os paradoxos temporais e as implicações para os viajantes. Minha motivação nessa palestra é mostrar um outro ponto de vista – mais psicológico – sobre as viagens no tempo.

Basicamente eu mostrei como o conceitos de Paradoxo Temporal – muito utilizado nas histórias de viagens temporais – acaba sendo carregado de conceitos mentais e subjetivos, mais do que impossibilidades físicas e objetivas. Concluo, com exemplos do Doctor Who, como os problemas de paradoxos de viagens no tempo – diante de todas as hipóteses e teorias – tem mais a ver com a nossa compreensão consciente de tempo e realidade do que com as limitações físicas do universo.

É claro que as viagens temporais físicas serão limitadas pela nossa tecnologia e ciência materiais. Mas, sempre quando nos lembramos de uma experiência antiga, ou quando fazemos projetos para nossa vida, estamos de certa forma viajando no tempo, na nossa memória do passado e no nosso planejamento do futuro! E é sobre essa experiência que falamos quando lemos e experienciamos na ficção as viagens temporais. Os paradoxos são simplesmente os problemas de compreensão das alterações ou de revisitações desses espaços que são – de certa forma – pontos fixos no tempo (para utilizar uma expressão da série inglesa).

Para quem não conhece a série e gosta de ficção científica, recomendo fortemente que assista. Na verdade, nem precisa gostar de ficção científica! A série teve sua estréia na Inglaterra em 1963 e já passou por várias reformulações e até um filme em 1996. Quem quer começar a assistir agora, recomendo pegar o reboot de 2005. E se achar esse começo chato, recomento tentar passar pelos primeiros episódios, até a série realmente engrenar. Depois, fica viciante!

E, para aqueles que não puderam ver minha palestra, ou para aqueles que assistiram mas querem pegar as referências, deixo aqui minha apresentação feita no Prezi.

E para quem conhece inglês, vale a pena assistir a esta animação, para ter um gostinho do que é Doctor Who:

Resumo Essencial: História da Psicologia

Vamos relembrar um pouco da história da psicologia!Estamos chegando no final do ano letivo e preparei para meus alunos de História da Psicologia uma aula de revisão que resume essencialmente todo o conteúdo estudado no semestre. Para deixar as coisas mais dinâmicas e inclusive possibilitar que eles estudem depois para a prova – sem precisar ficar copiando cada linha de texto que passo – resolvi utilizar o Prezi e socializar a aula que preparei. Se existe algum outro aluno de História da Psicologia que queira revisar os principais fatos e nomes dessa ciência, convido-os a visitar esse slide.

Nele, incluí algumas reflexões sobre a história das ideias psicológicas (toda aquelas ideias que fazem referência à psicologia antes de seu nascimento como ciência), a história da psicologia científica e seus principais pensadores, um pouco de contextualização histórico-cultural, a história da psicologia no Brasil e um pouco de como se encontra a Psicologia na atualidade.

Vale lembrar que estou chamando de “Resumo Essencial” porque é justamente isso: um grande resumo com as informações essenciais. Percebi depois que finalizei tudo que não incluí as datas – no máximo, os períodos históricos. Mas, isso reflete um pouco a discussão de que a história vai além de conhecer datas e nomes: ela implica no reconhecimento dos fatos, evidências, contextos culturais e o reconhecimento das personalidades que foram importantes para a história – neste caso, para a história da Psicologia.

E também convido a quem encontrar qualquer problema na apresentação que comente abaixo. Assim posso sempre corrigir e melhorar essa mesma apresentação e deixá-la sempre atualizada para as futuras turmas e para os curiosos em história da Psicologia!